quarta-feira, 29 de abril de 2009

SEJA BONZINHO COM O PORTUGUÊS



Este texto está pronto há um tempo, mas andava meio sem saco de corrigi-lo. Sim, gosto de revisar o que escrevo. Geralmente, levo alguns dias pra deixá-lo bonitinho, legal, interessante e, principalmente, pra não cometer muitos erros. De Português, viu? Porque errar na vida é quase um esporte pra mim.

E é sobre isso o que vou falar: tem muita gente escrevendo errado por aí. É em blog, é no jornal, em "outdoor". Isso me deixa pau da vida.

Antes de mais nada, registro aqui: eu também escrevo errado, claro! Mas procuro não dar tanto vexame.

Tem erro que a gente sabe que é de digitação ou por causa da pressa (sou rainha de engolir palavras porque, apesar de digitar rápido, meu pensamento é um pouquinho mais veloz que meus dedos). Mas tem erro que não dá, né?

Acho o maior barato uma pessoa criar um blog, ter coragem de expor suas histórias (ou estórias) num terreno tão público. Mas custa a pessoa escrever certinho?

Nossa língua é difícil pra caramba, cheia de regrinhas e exceções. E ainda resolveram fazer uma Reforma Ortográfica nela. Concordo que tudo conspira contra, mas sempre é possível escrever certo um deles é ler muito (material de qualidade, hein? Não vale coisa tosca, porque aí a coisa tende a piorar). Ler é o primeiro passo pra escrever bem. É clichê mas vale lembrar.

Não falo sobre usar a norma culta tão formal. Falo de saber que tem diferença entre "mais" e "mas" e também falo sobre aqueles que usam aquelas expressões de Internet, acho que chamam de "miguxez". E coerência, é pedir muito haver coerência no que se vai dizer? Misturar assunto é uma coisa, escrever de forma icompreensível é outra.

Pois bem, falei o que precisava falar há tempos. Tenho visto tanto erro "bobo" cometido por gente que diz que gosta de escrever. Se gosta, por que não aprende o básico pelo menos?