sábado, 25 de abril de 2009

Explico-me

Outro dia publiquei um bilhete (que guardo com muito carinho) de um ex-grande amor no post "Eu acredito em quem gosta de mim". Choveu gente perguntando "e cadê ele?", "como assim você não ficou com ele?".
A única explicação que tenho para não estarmos juntos é uma frase que ouvi há muito tempo de uma professora de Literatura: A GENTE NUNCA SE CASA COM O GRANDE AMOR. QUANDO CASA ELE DEIXA DE SER.
Bem, é meio fria e pragmática essa afirmação, mas concordo com ela.
Quando alguém me pergunta se já tive um grande amor, digo que tive 1 e meio: com o primeiro me casei e então o amor acabou rapidinho. O outro foi o autor do bilhete, que por um motivo muito bobinho meu e dele (orgulho,sabe?) terminamos.
Talvez tenhamos deixado incompleta uma linda história. Ou talvez o segredo seja este: não ir até o final e assim garantir o "Happy End".