domingo, 26 de abril de 2009

Por aí

Fui a ao show da banda Seu Chico. É uma banda composta por 4 rapazes de Recife que só tocam - adivinhe!- Chico Buarque. E o show era na Lapa. Gente, Lapa + Chico é certeza diversão.
Quando comecei a ouvir Chico Buarque, lá pelos 09,10 anos, eu já pensava o que penso hoje: como pode existir alguém tão genial assim? Depois conheci Fernando Pessoa e comecei a ter mais fé na humanidade: uma raça que consegue ter um Fernando Pessoa (e seus heterenônimos) e um Chico Buarque é uma raça que não é de todo ruim.
E a Lapa, pra mim, é um lugar mágico. Tenho alguns lugares especiais, que me dão uma vontade de nunca mais ir embora e que combinam um com outro: Lapa com Chico Buarque; Praça da Matriz, em Paraty, com roda de violão; Lisboa com Pastel de Nata, Pelourinho, em Salvador, com água de coco; Picadilly Circus, em Londres, com chá; Sintra, em Portugal, com Travesseiro da Piriquita e chocolate quente; Belo Horizonte com pão de queijo, Passa Quatro, em Minas, com cachoeira.
Há lugares que não ficam só na minha memória: habitam para sempre o meu coração.