terça-feira, 19 de maio de 2009

E A LUTA CONTINUA - PARTE 2

Atendendo a pedidos, vou voltar ao assunto da minha amiga. Aquela que é brasileira e não desiste nunca e sabe que um dia há de encontrar um cara legal e que goste dela.
De preferência antes do dia 12 de junho, afinal ela adora ganhar presente de Dia dos Namorados. E quem não gosta,né?
Ela me mandou um e-mail e vou transcrever alguns trechos aqui. E claro que vou dar meus pitacos. O blog é meu, né? Eu falo o que eu quero.


"Semana passada saí pra jantar com aquele rapaz do qual te falei. Enquanto me arrumava, pensei "vai acontecer um dos 2 extremos: ou vou achar o cara mala ou, ao contrário, ele vai ser uma excelente surpresa. Felizmente a 2a. opção venceu.
Acho que nesta minha passagem pela Terra nunca tinha saído com um cara tão gentil sem ser chato."
Alguém aí pode me dizer por que a gente tem essa mania de achar que os caras gentis são chatos? Entendo perfeitamente que minha amiga quer dizer, pois sou mestre em tirar essas conclusões.
"O cara é inteligente, conversa bem e não é esnobe."
Peraí! Inteligente, papo gostoso e não é esnobe? Mulher de sorte minha amiga, hein? Vou perguntar se ele tem um irmão.
"Amiga, ele me pareceu ser do tipo de cara pra casar. Em uma de nossas conversas, me disse que se espantou com a quantidade de mulher "fácil" que conheceu depois que se separou. Na hora lembrei de você e o interrompi: o que você considera 'mulher fácil?'. Sim, porque eu estava ainda no couvert e seria um martírio passar o resto da noite jantando com um cara machista, do tipo que acha que a mulher é muito fácil porque convida o cara para um drink no final do expediente. Ele até que se saiu bem com a definição (não vou lembrar agora, né? Falamos muita coisa, mas pode ter certeza de que não foi nenhuma daquelas frases machistas que a gente odeia). Deu alguns exemplos de atitudes de 'mulher fácil': mulher que sai uma noite e manda uma mensagem no dia seguinte dizendo que está apaixonada".
Isso não é coisa de mulher fácil, é coisa de mulher carente.
Fiquei meio sem jeito de falar que tinha sido casada (foi tão pouco tempo e eu sempre acho que isso irá depor contra mim) e também não achei o jeito certo de dizer que acabei de sair de um relacionamento que mexeu muito comigo. Ainda bem que ele não perguntou. E se vier a perguntar, espero que ele não ligue pra isso. Pelo que ele falou, procura uma namorada e não mil ficantes. O cara é boa pinta e isso não seria difícil pra ele. Será que dessa vez eu desencalho?
Confesso que tenho a leve impressão de que ele me acha moderninha demais. Mas foda-se, não vou dar uma de caretinha só pra agradar o cara,né? Nunca fiz isso."
Por favor, continue sem fazer, porque isso é o auge da degradação: a mulher querer se moldar ao que o cara gosta só pra agradá-lo. Isso é medieval, mas tão comum...
Olha, ele me perguntou algumas coisas que eu não soube responder. Será que me achou uma idiota por não saber, por exemplo, o que procuro num relacionamento? Você sabe que nunca parei pra pensar nisso. Sou movida a paixão e paixão não deixa a gente pensar, fazer planos. E também tem outra coisa: da vez que fiz plano, montei apartamento, programei Lua de Mel, usei até aliança e como é que acabou a história? Num lindo par de chifres. Lindo é o cacete: foi horrível. Então, a verdade é que eu não procuro nada específico, não tenho nada em mente, tipo 'quero conhecer uma pessoa e daqui uns meses me casar com ela para termos uma família'. Ele insistiu : mas então você nao sabe o quer? Falei que sim, sei exatamente o que eu quero, só acho que não existe um caminho específico para chegar aonde eu quero, que é ser feliz e viver um relacionamento sadio. "O que é um relacionamento sadio"? Expliquei que é um relacionamento onde as duas pessoas se gostem como homem e mulher e também como amigos, parceiros. Onde não rolem competições e um saiba respeitar o outro. Não precisa gostar de tudo na outra pessoa, mas tem de saber respeitar. Perguntou se acredito em amor à 1a vista. Respondi que acredito até em Bruxas... Ele riu e falou que sou muito rápida no raciocínio. Será que isso é um elogio? Insistiu na pergunta e falei : acredito em paixão à 1a vista, amor não. Amor se constrói, e vai aparecendo aos poucos.
Sei lá se eu penso isso mesmo, mas é mais ou menos isso. Ou não, como diria Caetano.
Ele me achou bonita. Ufa! Quando falou a 1a vez, pensei que era só pra me agradar. Mas falou outras vezes. Acabei acreditando. Ele não tem cara de mentiroso.
E por acaso mentiroso tem cara? Homem fala isso porque sabe que a gente adora ouvir. Mas que é uma delícia quando a gente acredita, isso é.
Só que teve uma hora que pedi pra ele parar de me elogiar: eu ia acabar achando exagero. Adoro me jogar pra baixo, né? Mas ele já sabia disso, pois um dia me perguntou quantos quilos eu pesava e eu perdi a fala. Depois expliquei que é uma grosseria fazer essa pergunta a uma mulher. Ele sacou minha neurose com o peso. Por um lado isso foi até bom, pois acho q foi pra lá pensando e encontrar uma gordinha tamanho 44 bonita. Encontrou uma gordinha tamanho 40 charmosinha."
Vem cá, cadê a originalidade da narrativa? Estava indo tão bem até agora. Cadê a novidade neste trecho? Qual mulher não é encanada com peso? Qual mulher não precisa perder pelo menos 3 kg? "Pelo menos", viu? Eu disse pelo menos. No meu caso, são vários 3kg. E que ninguém venha me dizer que é exagero, pois tenho espelho em casa.
Terminamos de jantar lá pela 1:30 e ele me levou em casa. Não rolou beijo mas acho que ele gostou de mim.
Tá aqui uma coisa que me deu inveja: eu adoraria sair com um cara que não tentasse me beijar depois de 30 min de conversa. A-D-O-R-A-R-I-A! Tenho pavor dessa mania que os caras têm : ou deixam bem claro que não se interessaram nem um pouquinho por mim (não sabem disfarçar e ficam olhando no relógio) ou então, no meio de um assunto, vem com aquela melação de beijar. Nem sempre tem clima e eu perco o interesse, afinal, sei que depois do terceiro beijo praticamente vou precisar chamar a polícia para me socorrer. Sim, depois do terceiro ou quarto beijo o cara vira uma espécie que parece um cruzamento de polvo com o boneco do posto. É um tal de várias mãos descontroladas...
Assim que tiver novidades, te aviso. Aliás, se houver novidades, né? Porque algo me diz que esse cara é invenção da minha cabeça. Preciso parar de sonhar com meu Príncipe.