terça-feira, 17 de março de 2009

Balanço/ AG

Tenho saudade da menina no parque
e do palhaço no circo.
Fecho os olhos e
a cena nítida
fere quem sou.

Abri os olhos
e vi um picadeiro
sem graça e
sem riso.
Vi um balanço
indo-vindo, sozinho.

Não tem palhaço,
A menina cresceu.