sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Ai, mulheres...

Há alguns meses escrevi o post EU PENSAVA QUE SENDO MAGRA SERIA MAIS FACIL sobre como eu sempre quis ser magra e sobre como isso não resolveu metade dos meus problemas. Aliás, vai aqui um lembrete: eu não estou magra. Nunca estive, eu acho.
Na mesma época, li um artigo na Marie Claire, da Leila Ferreira, sobre a obsessão pela magreza e por achar que meu texto tinha a ver com o assunto, enviei um e-mail pra ela e hoje ela me respondeu que achou minha reflexão importante e que gostaria de dividi-la com outras mulheres.
E não é que ela encontrou dois assuntos muito familiares a nós, mulheres? Obsessão pela magreza e Culpa. Acho que vai gerar uma boa discussão no blog dela
espero, de coração, que ajude outras mulheres a se valorizarem mais. Porque quando eu leio o que eu mesma escrevi, penso: nossa, que falta de auto-estima. E então eu me lembro que sou muito mais do que um corpo, sou uma mulher muito interessante, batalhadora, sensível e gente boa pra caramba.