quarta-feira, 5 de agosto de 2009

NÃO TEM PORQUÊ

Não me pergunta o porquê de mais nada.
Se eu soubesse explicar alguma coisa,
me convencia a parar de gostar de você,
que tem medo de mim.
E eu nem sou assim muito brava.