segunda-feira, 3 de agosto de 2009

RESPONDENDO À MÔNICA

O Antunes Lobo, escritor português que foi um dos destaques da FLIP 2009, disse a seguinte frase: ESCREVER É MUITO DIFÍCIL E A CADA VEZ TORNA-SE MAIS DIFÍCIL FAZÊ-LO.
Concordo "ipsis literis" com ele e assim me justifico pela falta de criatividade do blog.
Numa outra parte da entrevista (publicada no jornal "Diário de Notícias", o escritor disse que durante a adolescência escrevia bastante : "Na época escrevia, corrigia e depois destruia o texto. Depois escrevia outro e repetia o ato de destruição. Fiz isso por anos."
Uma das minhas manias é a de sempre achar uma porcaria o que escrevo. Não tem jeito, eu sempre encontro pelo menos um erro de gramática cada vez que releio algo que escrevi. Isso sem contar nos inúmeros questionamentos: alguém vai se interessar em ler isso? Isso acrescenta alguma coisa?
Só depois de muito exercício comigo mesma, exercício contra minha auto-censura é que consegui relaxar um pouquinho e entender que por trás da falta de pretensão também bate um coração. Foi então que passei a escrever este blog. Mesmo assim sempre ouço uma vozinha me falando "você se acha, né?" ou jogando na minha cara "qualquer demente hoje em dia se diz escritor". E eu concordo. Mesmo assim venho sempre aqui. Cada vez menos, concordo. Poderia dizer que a falta de atualização é o motivo é o de sempre: falta de tempo. Mas não é só isso, não. Ando meio sem criatividade. Segundo um poeta amigo meu, isso acontece "nas melhores famílias". Acreditei porque me convém. E também porque quem sou eu para discordar com um poeta?
Como escrever é uma coisa que faço por prazer, prefiro não escrever nada do que postar umas coisas sem pé nem cabeça aqui. Respeito pela literatura e pelos meus amigos-leitores.
Portanto, Mônica, tenha um pouquinho de paciência com minha falta de tempo e também com a greve de criatividade que anda rondando minha mente.
Escrever não é fácil, acredite. Escrever mexe muito com emoções guardadas e, mesmo o texto mais simples e superficial, me faz ter contato com sensações que às vezes me incomodam.
Escrever é difícil. Antunes Lobo falou.