quinta-feira, 6 de novembro de 2008

O livro que eu queria ter escrito

"É Agora... ou Nunca" é meu livro de cabeceira. Já o reli tantas vezes que é até constrangedor falar, mas não cansa. E eu sempre choro no final.