sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Porque eu nunca deixei de te amar



Pode parecer promessa
mas eu sinto que você é a pessoa
mais parecida comigo
que eu conheço
só que do lado do avesso.


Pode ser que seja engano
bobagem ou ilusão
de ter você na minha
mas acho que com você eu me esqueço
e em seguida eu aconteço.

Por isso deixo aqui meu endereço
se você me procurar
eu apareço
se você me encontrar
te reconheço.
                   Alice Ruiz

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

PRA ELE, COM CARINHO E SAUDADE. OU: PARA TUDO HÁ UMA CANÇÃO

Paixão que é paixão não se explica e eu sou completamente apaixonada (em todos os sentidos da palavra - e do sentimento) pelo Milton Nascimento.
Há alguns anos conheci um (mais um!) mineirinho muito querido, o Elder Costa, que é cantor e compositor.
Conversa vai, conversa vem e ele me disse que compôs com o Milton a música "Outro lugar". Fiquei muda. Pálida. Ele percebeu minha reação e falou "conhece?". Se eu conheço? Essa música é linda! É uma canção de amor, e das mais bonitas. Ele achou que era exagero e só se convenceu que eu não estava rasgando seda quando falei em qual CD do Milton ela estava (Pietà). Ah! E tive de cantar alguns trechos.
Pronto, Elder convencido de que eu adorava aquela canção, pegou o violão e cantou pra mim.
Isso foi lá em Passa Quatro e estávamos no restaurante de umas amigas nossas.
O restaurante não é mais da Suzy e da Mônica (já foi do meu amigo Gugu e da minha "mãe mineira", Júlia e hoje não sei se ainda existe), faz tempo que não vejo o Élder e também não tenho ido a Passa Quatro. Mas... as canções, assim como alguns sentimentos, são marcantes demais e parecem tatuagem.
Essa semana foi aniversário de um rapazinho muito, muito querido, cujos momentos que passamos juntos ainda habitam meu coração. E lembrei desta música.


Cê sabe que as canções são todas feitas pra você
E vivo porque acredito nesse nosso doido amor

Não vê que tá errado,
tá errado me querer quando convém
E se eu não estou enganado
acho que você me ama também

O dia amanheceu chovendo e a saudade me contém
O céu já tá estrelado e tá cansado de zelar pelo meu bem.

Vem logo que esse trem já tá na hora, tá na hora de partir
E eu já tô molhado, tô molhado de esperar você aqui

Amor, eu gosto tanto, eu amo, amo tanto o seu olhar
Andei por esse mundo louco, doido, solto com sede de amar
Igual a um beija-flor, que beija a flor,
De flor em flor eu quis beijar.

Por isso não demora que a história passa e pode me levar
E eu não quero ir, não posso ir pra lado algum
Enquanto não voltar.

Não quero que isso aqui dentro de mim
Vá embora e tome outro lugar
Talvez a vida mude e nossa estrada pode se cruzar
Amor, meu grande amor, estou sentindo
Que está chegando a hora de dormir


video

domingo, 26 de outubro de 2014

A lavagem cerebral petista



Vi uma postagem pró-Dilma justificando o porquê de os "ricos" não quererem mais o PT no governo. Tenho algumas considerações:


A postagem era:


QUANDO EU VEJO AQUELE CARRÃO DE LUXO COM O ADESIVO "FORA DILMA", EU PENSO, SÓ PODE SER PORQUE:
1.Esse aí perdeu a escrava doméstica; Como assim? As empregadas domésticas não existem mais? Viraram todas executivas?
2.Esse aí não consegue alugar seus apartamentos por causa do "Minha Casa, Minha Vida"; Ah, tá? Todo mundo - me included - tem casa própria. Tá baratinho comprar imóvel, né?
3.Esse aí está pagando faculdade particular dos filhos por causa do monte de estudantes pobres e negros que estão na universidade pública via cotas; Vamos combinar que rico (pra ser dono de carrão de luxo tem de ser rico, certo?) estuda em "colégio de rico" que, em sua maioria, tem um excelente ensino e não tem muita dificuldade para entrar em facul pública. Haja cotas ou não.
4.O filho recém formado desse aí perdeu a vaga para um técnico formado pelo Pronatec; Formação profissional desvinculada da Educação Básica resulta em formação restrita. A formação integral,sim, possibilita o sujeito pensar, articular. Quanto medo o "rico", que teve a tal formação integral desde o maternal I, tem do pessoal que se forma pelo Pronatec, né?


5.Esse aí está deixando de bater seu ponto no posto de saúde da periferia e voltar rapidinho para atender no consultório particular por causa do "Mais Médicos". Ué, mas o Mais Médicos não é direcionado às regiões mais pobres, onde há falta de médicos brasileiros?
6.Esse aí acha que os aeroportos tornaram-se "rodoviária" de tanto pobre viajando de avião; Na boa? O dono do carrão de luxo não fica zanzando no aeroporto: ele usa a sala VIP que o cartão fidelidade da cia aérea oferece.
7.Esse aí fica muito mais tempo preso no trânsito com seu carro, engarrafado no meio de um monte de carro popular guiado por domésticas, cabeleireiras, pedreiros e porteiros. O aumento do número de carros nas ruas se deve, principalmente por dois motivos (que não têm muito a ver só com domésticas,porteiros e demais classes trabalhadoras que são alvo de preconceito do próprio texto pró-Dilma): o transporte público é uma bosta e, sendo uma bosta e havendo facilidade no financiamento para compra de carros usados ou populares é bem normal que hoje em dia mais pessoas (Secretárias - just like me -, advogados e outros tantos trabalhadores) comprem seus carrinhos. Bem, a consequência da facilidade de obtenção de crédito e financiamento é algo bem questionável. Nossa! E esse assunto dá pano pra manga. Vide Portugal, Espanha... mas petista não tá muito a fim de saber sobre isso.
8.Esse aí acha um absurdo pagar 27,5% de imposto de renda e ver o governo repassar 0,45% disso para o Bolsa Família; Qualquer trabalhador que ganhe acima de R$3.743,19 tem 27,5% de desconto de IR. E, por experiência própria - e mensal - este salário não é "coisa de rico".
9.Esse aí nunca abriu um livro de história do Brasil e sequer sabe que a escravidão acabou em 1888 ou que em 1942 Getúlio criou a CLT ou ainda que dos últimos 514 anos o Brasil só teve 12 anos de governos populares; Não entendi muito bem a relação entre escravidão e governo popular, mas dá para fazer ao menos um comentário: GOVERNO POPULAR é extremamente diferente de GOVERNO POPULISTA.
10.Esse aí assina a Vesga e adora assistir diariamente a Rede Esgoto. Rico lê Veja e também Times. Assiste a Globo e a BBC.


Mais uma:


Se eu vou votar em Dilma? Sim!
1 - Sim pelo Prouni. Para ter direito aos benefícios do Prouni, o estudante tem de prestar o ENEM (que, diga-se de passagem, foi criado pelo PSDB, na gestão do magnífico Paulo Renato de Souza - o cara que fez uma baita revolução no ensino educacional brasileiro, Ministro da Educação) mas tem de tomar cuidado: se arrumar um emprego e a remuneração seja mais do que 1 salário mínimo perde o direito à bolsa integral ou mesmo a de 50%.
2 - Sim pelo Pronatec. Já falei acima sobre a deficiência do Pronatec (vale deixar claro que sou a favor de toda e qualquer medida que incentive e dê condições de as pessoas estudarem. Só não dá para fingir que tais programas são a salvação do mundo).
3 - Sim pelo Pronaf. O Pronaf foi criado em 1996, durante o governo FHC (Decreto 1.946). Ponto final.
4 - Sim pelo Minha Casa Minha Vida. Concordo que todos devem ter direito à moradia mas os custos estratosféricos são realmente justificados? Será que não há outros meios? O Minha Casa foi com o objetivo - ambicioso - de subsidiar quase integralmente o financiamento de imóveis, com recursos do Tesouro, para a população com renda até três salários mínimos, que é a classe que enfrenta maior dificuldade em obter crédito. Seu custo gira em de 3 milhões de moradias contratadas (não necessariamente entregues!!!), isso levando em conta as faixas de renda. O custo deste programa gerou custos altíssimos (todos os anos o governo tem atrasado os pagamentos à CEF. Não há dados oficiais divulgados, mas especula-se que deve haver mais de R$ 5 bi atrasados. Além dos quase R$15 bi programados para este ano) que, muito provavelmente, serão deixados para o próximo governo.


5 - Sim pelo Luz Para Todos. Se um dos motivos for este, vale a informação do economista Cláudio Salm :Durante o 2º ano do governo 79,9% dos lares brasileiros tinha luz elétrica. Ao final de seu mandato o índice era de 90,8%: um avanço de 12,64% em seis anos. Também em seis anos, o avanço no governo Lula foi de 5,94% – menos da metade! Lula e Dilma, no entanto, apresentaram o programa como se, antes do governo petista, o país vivesse às escuras.


6 - Sim pelo Água Para Todos. Este, sim, é um bom programa!
7 - Sim pelo Ciências sem Fronteiras. Este programa não é aquele que não exige a proficiência na língua Inglesa e que mesmo assim mandou um monte de estudante (e isso custou dinheiro!) para Canadá, Estados Unidos, Inglaterra etc e eles tiveram de voltar? Fora isso, é um programa que funciona sem um indicador de qualidade eficaz e, segundo especialistas, contradiz o próprio nome ao não contribuir de forma eficiente e precisa com a produção científica, inovação e o desenvolvimento da ciência brasileira.
8 - Sim pela redução do desemprego a menos de 5%. Este índice, informado pelo IBGE, de 5% foi obtido através da modalidade de pesquisa tradicional (limitada a seis regiões metropolitanas). No entanto, a pesquisa ampliada, que começou a ser divulgada neste ano, mostra taxa mais alta, de 7,1% na média de 2013, e, sobretudo, desigualdades regionais: no Nordeste, o desemprego médio do ano ficou em 9,5%.


Porém, vamos considerar os tais 5%: comparando com o resto do mundo, não há nada de muito especial nisso, já que a taxa brasileira é semelhante, por exemplo, à dos Estados Unidos (6,7% em março. País que ainda se recupera de uma das mais mais graves crises de sua história). E, atenção otimistas, esse número não nos coloca como "os tais": temos menos porcentagem de desempregados do que na Europa (que vive uma séria crise, lembra?) porém menos emprego do que em países emergente, tais como Coreia do Sul (3,9%), China, (4,1%,), México (4,7%) e Rússia (5,6%), além de ricos como Japão (3,6%), Noruega (3,5%) e Suíça (3,2%).


9 - Sim pelo pagamento da dívida com o FMI. O governo afirma que pagou a dívida externa mas os números demonstram o contrários: Em 2003, quando Lula tomou posso, o valor era de 212 bilhões de dólares; hoje temos 331 bilhões. Ah! A dívida interna também é impressionante: disparou dos 800 bilhões de reais na final da gestão de FHC para os estratosféricos 2,2 trilhões de hoje.


10 - Sim pela inflação cortada pela metade. Dilma começou o governo com 5,99% de inflação. A última taxa divulgada é de inflação de 6,75%. Ademais, para que o país se recuperasse dos reflexos (marolinhas?) da crise dos Estados Unidos e da Europa, em 2009 o governo reduziu a taxa de juros, os bancos públicos passaram a emprestar dinheiro para a população e o governo aumentou seus gastos. Os brasileiros então, munidos com cartões de crédito de todos os tipos, foram às compras, o que gerou uma forte pressão na demanda.


Dessa forma, as pessoas puderam comprar casas, móveis, eletrodomésticos e vários outros produtos. Entretanto, o governo não apenas aumentou a emissão de moeda (que gera inflação), como também fez com que inúmeras pessoas de endividassem. Atualmente, o brasileiro médio possui 45% de sua renda comprometida com o pagamento de dívidas.


11 - Sim pelos 30 milhões que não passam mais fome. Dados do Ipea, ou seja, do próprio governo, mostram que entre 2002 e 2012 o número de miseráveis (ou extremamente pobres) baixou de quase 15 milhões para 6,5 milhões. Infelizmente os 30 milhões divulgados pela presidente não são verdadeiros. Infelizmente.


12 - Sim pelos 50 milhões que agora tem consulta médica. Isso aqui dispensa qualquer comentário. Confesso que tive preguiça de pesquisar.
13 - Sim pela redução de 20% nas internações em hospitais como efeito do Mais Médicos. Idem acima.
14 - Sim pelo fim do uso privado do dinheiro público em aeroportos e afins. Essa é uma indireta ao "aeroporto do tio do Aécio", né? Sim, foi uma coisa muito feia e não é porque voto nele que vou justificar. Não há justificativas. O que é errado é errado.
15 - Sim pelo Brasil entre as 7 maiores economias do mundo. Em um ranking baseado no PIB per capita, que também usa o critério de Paridade do Poder de Compra, a situação é bastante diferente. O PIB per capita é um critério mais confiável para medir a distribuição de renda. Por este parâmetro, o Brasil ocuparia apenas a 80ª posição em um ranking mundial. Os Estados Unidos aparecem em 12º lugar e a China, em 99º.





16 - Sim pelas 18 Universidades Federais construídas. grande parte das instituições que Lula afirma ter "criado" são na verdade, desmembramentos e fusões de Universidades já existentes.


Os números do acesso à universidade comprovam a desonestidade deste boato. Segundo o Censo da Educação Superior do INEP, de 1995 a 2002 (FHC) o número de matrículas em instituições federais cresceu 44,65%, contra contra 20,97% dos seis primeiros anos do Governo Lula (de 2002 a 2008). Durante o governo de FHC, o crescimento no número total de matrículas no ensino superior também foi mais alto, 109,50% ante 45,98% do Governo Lula.


O PT tem sua parcela de colaboração na expansão do ensino superior do país, sim. Agora, dizer que governos anteriores nada fizeram pelas Universidades Públicas no Brasil é uma mentira das mais grosseiras! O povo do "nunca antes na história desse país" deveria pesquisar ou ser mais honesto antes de sair repetindo qualquer bobagem que ouve falar por aí...


17 - Sim pelas 370 escolas técnicas construídas. Tal como falei lá em cima Formação profissional desvinculada da Educação Básica resulta em formação restrita. E mais uma vez: o PT tem sua parcela de colaboração na expansão do ensino superior do país, sim. Agora, dizer que governos anteriores nada fizeram pelas Universidades Públicas no Brasil é uma mentira das mais grosseiras!



18 - Sim !! para que o Brasil sombrio de 12 anos atrás não volte mais: Brasil sombrio havia antes do Plano Real, mas quem tem menos de 30 anos não sabe o que era algo em torno de 960% de inflação ao ano.

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Dia da amizade

Hoje minha amada amiga-irmã-parceira faz aniversário. E tudo o que eu disser que desejo a ela será incompleto porque só eu sei como Deus foi bom e generoso ao colocar uma pessoa tão doce no meu caminho.

Gui, não há uma única vez que eu ouça a palavra "amizade" que não me lembre de você. A associação é imediata porque eu acho que aprendi a ser amiga com você.

Meu beijo cheio de amor e admiração.